segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Carreteiro e carne frita



Autoria: Jayme Caetano Braun

Nobre cardápio crioulo das primitivas jornadas,
Nascido nas carreteadas do Rio Grande abarbarado,
Por certo nisso inspirado, o xiru velho campeiro
Te batizou de "Carreteiro", meu velho arroz com guisado.

Não tem mistério o feitio dessa iguaria bagual,
É xarque - arroz - graxa - sal
É água pura em quantidade.
Meta fogo de verdade na panela cascurrenta.
Alho - cebola ou pimenta, isso conforme a vontade.

Não tem luxo - é tudo simples, pra fazer um carreiteiro.
Se fica algum "marinheiro" de vereda vem à tona.
Bote - se houver - manjerona, que dá um gostito melhor
Tapiando o amargo do suor que -
às vezes, vem da carona.

Pois em cima desse traste de uso tão abarbarado,
É onde se corta o guisado ligeirito - com destreza.
Prato rude - com certeza,
mas quando ferve em voz rouca
Deixa com água na boca a mais dengosa princesa.

Ah! Que saudades eu tenho
dos tempos em que tropeava
Quando de volta me apeava
num fogão rumbeando o cheiro
E por ali - tarimbeiro, cansado de bater casco,
Me esquecia do churrasco saboreando um carreteiro.

Em quanto pouso cheguei de pingo pelo cabresto,
Na falta de outro pretexto indagando algum atalho,
Mas sempre ao ver o borralho onde a panela fervia
Eu cá comigo dizia: chegou de passar trabalho.

Por isso - meu prato xucro, eu me paro acabrunhado
Ao te ver falsificado na cozinha do povoeiro
Desvirtuado por dinheiro à tradição gauchesca,
Guisado de carne fresca, não é arroz de carreteiro.

Hoje te matam à Mingua, em palácio e restaurante
Mas não há quem te suplante,
nem que o mundo se derreta,
Se és feito em panela preta, servido em prato de lata
Bombeando a lua de prata sob a quincha da carreta!

Por isso, quando eu chegar,
nalgum fogão do além-vida,
Se lá não houver comida já pedi a Deus por consolo,
Que junto ao fogão crioulo,

Quando for escurecendo, meu mate -amargo sorvendo,
A cavalo nalgum tronco, escute, ao menos, o ronco
De um "Carreteiro" fervendo. 





Até a próxima se Deus quiser...


 Anajá Schmitz

28 comentários:

  1. Gran poema y los platos parecen deliciosos.

    Feliz semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é um dos poetas mais apreciados de nossa região.
      Obrigada pela visita.
      Bjos

      Excluir
  2. Agora fiquei com fome.
    Vou comer umas bolachas.
    Boa semana

    ResponderExcluir
  3. Meu Deus me chama para uma visita kkkkkkkkkkkkkk delícia!

    Beijinhosss ;*
    Blog Resenhas da Pâm

    ResponderExcluir
  4. Que delícia!A tua casa é mesmo um lar. Come-se tão bem! Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o que dizem dos gaúchos. Meu pai só se preocupava com a comida o resto era bobagem. ahahha
      Bjos

      Excluir
  5. Bellas palabras y seguro deliciosa comida también.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo que mais gosto. Eu sou carnívora demais. haha
      Bjos

      Excluir
  6. Muito romântico o poema, a mesa, apetitosa... Um bom resto de semana para você, beijos!

    ResponderExcluir
  7. Parabéns !!!! Pela mesa linda e pelo poema tão romantico!!! Bjks

    ResponderExcluir
  8. Dearest Anajá,
    Well, you certainly show us a delicious winter meal with your photos.
    Happy weekend and hugs,
    Mariette

    ResponderExcluir
  9. Parabéns pelos belos versos. Pra falar a verdade me deu uma fome danada. Bom dia com um belo fim de semana.

    ResponderExcluir
  10. Oi amiga, bom dia!
    Que poema lindo. Você sabe que eu virei fã do carreteiro por sua causa, então já salvei o poema p/acompanhar no meu próximo e delicioso carreteiro kkkk
    Bjssss amiga e um abençoado dia aí p/vcs
    Ah, hoje aqui está muito frio, tipo assim o de vcs kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um dos meus pratos favoritos. Pela rapidez de fazer como pela praticidade.
      Bjos minha querida.

      Excluir
  11. Depois dum dia de fatigas que bom poder contar com um manjar assim.
    Belo poema, gostei muito.
    Abraços de vida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é nosso mais famoso poeta, relata nossa vida no campo.
      Abraços

      Excluir
  12. Que delícia, deu vontade de chegar junto nesta iguaria e comer na panela mesmo rapando todo o fundo ...
    bjs no coração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E no fundo que fica o melhor sabor. Venha vamos fazer uma festa.
      Bjos

      Excluir

Obrigada pela carinhosa visita. Tenha um ótimo dia.